Oracle Linux 7.0 Server com Xfce - Instalação e configurações iniciais

Olá, 
Neste tutorial vamos fazer a instalação básica do Oracle Linux 7.0, junto com o XFCE e algumas configurações básicas iniciais.
Bem, vamos pelo começo ;-)
Logo a RedHat disponibilizou o beta do Red Hat 7 (e os fontes), já iniciou-se pelo mundo o desenvolvimento das versões "7.0" das distribuições linux que se baseiam no Red Hat Linux (como: Scientific, CentOS, Clear, etc...).



Oracle Linux, antes conhecido como o Oracle Enterprise Linux é uma distribuição fornecida gratuitamente pela Oracle sob a GNU General Public License (GPL) desde o final de 2006. Pode ser baixado gratuitamente pelo site da Oracle (ISO e arquivos de VM) ou através de vários mirrors, e podem ser implantados e distribuídos sem custo (ou seja, pode-se usa-lo em produção, como alternativa ao CentOS, por exemplo). 
A Oracle oferece suporte técnico através de pacotes de serviços disponíveis as contratantes.


A Oracle Corporation distribui o Oracle Linux com dois kernels alternativos:
 

  • Red Hat Compatible Kernel - idêntico ao kernel distribuído no Red Hat Enterprise Linux (RHEL).

  • Unbreakable Enterprise Kernel - baseado em um Linux kernel da série 2.6, com melhorias feitas pela própria Oracle para OLTP , InfiniBand , discos SSD, NUMA -optimizations, Reliable Datagram Sockets (RDS), async I / O, OCFS2 , e rede.

A Oracle alega que o Unbreakable Kernel é compatível com o RHEL, e aplicativos Oracle middleware e de terceiros com certificado para o RHEL podem ser instalados e executados sem nenhum problema.




O Oracle Linux é certificado em servidores da IBM, HP, Dell, Lenovo e Cisco. Em 2010, Force10 anunciou o suporte para Oracle VM e Oracle Linux. Ele também está disponível no Amazon EC2 como Amazon Machine Image e Microsoft Windows Azure como uma imagem de VM.

Servidores Oracle/Sun e Blades com processadores x86-64 podem ser configurado (comprados) com o Oracle Linux.


Dentro da própria Oracle ele é usado para reduzir os custos de TI, sendo implantado em mais de 42 mil servidores da Oracle. A Oracle On Demand, da Oracle University, e alguns sistemas de demonstração de tecnologia da Oracle também usam o Oracle Linux. Os desenvolvedores também utilizam-no no desenvolvimento do banco de dados Oracle, Fusion Middleware, o Oracle Grid Engine, E-Business Suite e outros Aplicativos no Oracle Linux. (Claro, isto também é feito no excelente Solaris, que vamos aborda-lo em outro momento), e já dando uma prévia, o próximo artigo é a instalação do Oracle Database 12C R1 no Oracle Linux 7 usando o script "lazy-way" (oracle-rdbms-server-12cR1-preinstall).

Para a instalação, utilizei o produto de virtualização da SUN Oracle, chamado VirtualBox, nosso bom e velho amigo ;-) Mas para uma instalação em outro virtualizador (já testei no VMWare) como QEMU, Citrix, etc... não terá problemas, da mesma forma caso queira fazer uma instalação em hardware (salvo casos em que você usar algum equipamento "exótico" ao kernel Linux). Não testei (fica anotado para o próximo tutorial) usar o Oracle Linux como servidor de container (lxc ou openvz), mas enfim...

O tutorial segue abaixo, em forma de imagens, acima de cada uma colocarei algumas observações, caso tenha dúvidas, poste nos comentários e dependendo, atualizo o tutorial para incluir o trecho das dúvidas.


 1 - Na tela de boot (imagem no inicio do tutorial). Obviamente, vá na opção install. Caso desconfie da midia (não verificou o hash?), teste.





 2 - Tela para idioma usado na instalação. No canto superior direito, o layout do teclado.



3 - Ao escolher idioma português e teclado br, esta próxima tela possui os itens de configuração para a instalação, onde você pode alterar data/hora, novamente o idioma e teclado, seleção dos programas de instalação, rede e formato de instalação. 


4 - Note que na imagem acima há um alerta pedindo para realizar o particionamento do disco e sua formatação (qual o sistema de arquivos, etc...). Ao finalizar, ele retorna a tela de resumo.
No meu caso, eu optei por usar LVM (para num futuro, caso necessário, aumente o disco, insira novos discos e faça todo o gerenciamento de volumes), além disto, fiz a criptografia do disco através de senha. Mas atenção, no caso de um ambiente de produção, não recomendo fazer criptografia, pois no caso de um reboot, deverá estar alguém junto com o servidor para inserir a senha, caso não faça, ele fica nesta tela, sem subir o sistema.


5 - Configuração das interfaces de rede. Habilite-a no botão OFF



7 - Finalizando as configurações para a instalação, prossiga no botão (inferior direito), para iniciar a instalação.

8 - Tela para criação do usuário. Note o alerta para senhas fracas. Você pode, desde já, marcar este usuário como administrador.

9 - Definição da senha de root


10 - Reinicialização. Finalizando a instalação do Oracle Linux 7.0




Pronto.
A instalação limpa e sem opções está finalizada. Agora iremos realizar algumas configurações básicas.


1 - Vamos instalar o repositório EPEL (Extra Packages for Enterprise Linux), este repositório contém softwares 100% livres criados pela comunidade do Projeto Fedora
Sendo estas distros baseadas no RHEL, não haverá conflitos ou incompatibilidades (salvo algumas exceções). Este repositório também é usado no CentOS e outras distros.
Baixe e instale o epel para a versão 7. (Atualmente está no repositório beta do fedora).

http://dl.fedoraproject.org/pub/epel/beta/7/x86_64/epel-release-7-0.2.noarch.rpm
 

Verifique no endereço dl.fedoraproject.org/pub/epel/beta/7/x86_64 se não há uma versão mais recente.
O link acima é para a versão 64bits da distro.

 

# wget -c http://dl.fedoraproject.org/pub/epel/beta/7/x86_64/epel-release-7-0.2.noarch.rpm
# rpm -ivh epel-release-7-0.2.noarch.rpm
# yum update

 




2 - Após o update, já é possível instalar alguns pacotes necessários.

Xfce no Oracle Linux 7

# yum groupinstall Xfce

# yum -y install xorg-x11-fonts-Type1 xorg-x11-fonts-misc
# yum install xorg-x11-server-Xorg

# yum install xorg-x11-drivers

Opcionalmente, para melhorar o visual você pode instalar os seguintes pacotes:
 
 
# yum install oxygen-gtk2 oxygen-gtk3 gtk2-engine mate-themes mate-icon-theme gnome-icon-theme

Obs.: Não sou fã dos ícones do xfce, então instalei outro pacote e alterei suas configurações, o gtk2 e o mate é para colocar um tema visual melhor para o thunar (gerenciador de janelas).

reinicie!!!

Para iniciar o modo gráfico:


# startxfce4 

Nota: Como o objetivo seria usar para homologação e uso como servidor, não será instalado demais aplicações, nem mesmo gerenciador de login... A ideia é só ir para o xfce por necessidade mesmo, não sendo a opção default.




3 - SSH
 

Com o SSH server instalado, podemos conectar remotamente usando a opção -Y e conseguir executar um aplicativo gráfico deste servidor no nosso GNU/linux desktop remotamente (meu desktop é Debian), como por exemplo, executar remotamente o Oracle SQL Developer que é uma aplicação gráfica, feita em java, para acessar o Oracle Database. (No próximo post, vamos instalar o Oracle 12C neste mesmo servidor!)


4 - Remover Sombra dos ícones do XFCE
Por padrão, ao instalar o Xfce, os ícones da área de trabalho estarão com uma sombra, particularmente horrível, para remover isto, no /home do usuário crie um arquivo oculto (iniciando com ponto ".") chamado .gtkrc2-0, 
# touch /home/esli/.gtkrc2-0

E com o seguinte conteúdo no arquivo:

style "xfdesktop-icon-view" {
XfdesktopIconView::label-alpha = 0
}
widget_class "*XfdesktopIconView*" style "xfdesktop-icon-view" 



Pronto, ao iniciar novamente, não terá mais as sombras nos ícones do Xfce.



Nosso objetivo está completo. Cabe agora, remover maiores aplicações que não serão usadas (apesar de que a instalação foi bem "limpa"). E claro, instalar as ferramentas e softwares que você deseja testar/brincar/homologar ou até mesmo usar em produção.
Uma dica, caso vá usar muito o xfce, seria usar o "Whisker-menu" como o menu do painel principal no Xfce, ele já está disponível em alguns repositórios, mas você pode baixar e instalar manualmente mesmo.
No próximo artigo, vamos instalar o Oracle database 12C RC1 neste mesmo servidor.


Download e links:

distrowatch.com/oracle

edelivery.oracle.com/linux (necessário cadastro para download do Oracle Linux 7)

www.oracle.com/br/technologies/linux/overview/index.html

Wallpaper que usei no Oracle Linux 7


Mais vistos no mês:

As melhores distribuições Linux para 2017

Teste de Performance de Rede com Iperf

TuxMath - Tux, do Comando da Matemática. Ensino e diversão a crianças.

Aula #14 - Os sistemas de arquivos ext2/ext3/ext4

Modelo Firewall Completo em Iptables para pequena rede/office

DHCP - Guia Completo

OPNsense - Firewall Open Source

SSD no linux

Administração de sistema e Deploys: Ansible, Chef, Fabric, Puppet ou Salt?