Banco digital admite ter armazenado senhas dos clientes em arquivo de texto


Banco digital divulgou hoje (05/08/2019) que devido um 'bug' as senhas dos cartões dos correntistas estavam sendo armazenadas em arquivos de log em texto puro.



O banco "Monzo" do Reino Unido está notificando todos os clientes para alterarem a senha na proxima vez que usarem o caixa eletrônico.
O erro estava no App mobile do banco, na qual, em alguns recursos era solicitado a senha, mas o sistema registrava-a junto dos logs.
Monzo é um "banco móvel" que foi lançado no Reino Unido em 2015, sob o nome de Mondo. Não possui filiais e opera somente por meio de seus aplicativos para smartphones. A empresa informou que superou a marca de um milhão de usuários em outubro de 2018. Em seu site, Monzo afirma que mais de 55 mil pessoas abrem uma conta toda semana. Em junho de 2019, a empresa anunciou planos de lançamento nos EUA.

O banco agora se junta a Robinhood (corretora de ações e criptomoedas), Facebook, LinkedIn, Twitter, Google e Github (dentre outras empresas) que já tiveram que admitir que armazenavam senhas de seus clientes/usuários em texto não criptografado.

Agora, imagina quando a LGPD estiver a 100% no Brasil!



fonte: https://www.zdnet.com/article/monzo-admits-to-storing-payment-card-pins-in-internal-logs/

Comentários

  1. espero que nunca aconteça com algum banco br, mas não duvido nada :/

    ResponderExcluir

Postar um comentário